Materialidade: Arquitetura vernacular

Leave a Comment


No primeiro período da faculdade tive uma disciplina chamada Estudo da Percepção, que como o próprio nome já identifica seria uma ferramenta para nos habilitar a ter uma maior percepção com relação a realmente tudo, começamos a fazer trabalhos sobre os sentidos e por esse caminho partimos para temas mais complexos. Como trabalho final do período, meu grupo ficou incumbido a apresentar um seminário sobre Materialidade, parecia simples, nem tanto. 

O que é materialidade?
Materialidade é quando a qualidade do material é trabalhado com tal potência que se torna a identidade do produto. Nesse caso a cor, a consistência, a densidade, a textura do material. Bem como as possibilidades e limitações formais são definidas pelo material utilizado.
O que é Materialidade In Natura?

A expressão in natura é uma locução latina que significa "na natureza, da mesma natureza".
No entanto, os contextos em que é habitualmente utilizada requerem traduções mais amplas: “no estado que se encontra na natureza”, “no seu estado natural”, “não transformado”.
O povo Mousgoum, habita a região Norte de Camarões, próximo ao lago Chad.


Utilizam barro que é um material abundante na região.
Um tipo de arquitetura que está inserida no conceito de materialidade in natura é a Arquitetura Vernacular, pois denomina-se Arquitetura Vernacular a todo o tipo de arquitetura em que se empregam materiais e recursos do próprio ambiente em que a edificação é construída. Desse modo, ela apresenta caráter local ou regional.
Etimologia: O termo "vernacular" deriva do latim vernaculus, que significa doméstico, nativo, indígena. Surgiu a partir da palavra "verna", que significa "escravo nativo" ou "escravo nascido em casa". A palavra deriva provavelmente de um antigo vocábulo etrusco. 

Tataouine, uma pequena cidade perdida no sul da Tunísia.
A pousada Montaña Mágica foi construída no Sul do Chile por artesãos das comunidades locais com pedras naturais e é coberta pela vegetação.
  
Vilarejo de Palangan , nas montanhas perto da fronteira com o Iraque.
Denominam-se Uros as ilhas artificiais sobre as águas do Lago Titicaca, que os nativos bolivianos e peruanos constroem e mantêm para nelas habitar.

O iglu ou igloo  Por vezes a expressão é traduzida como "casa de neve". É um abrigo feito de neve utilizado por gente que habita as zonas de frio extremo, tais como as do Alasca e do Ártico. 
Desenhado pelo português Camilo Rebelo, e arquiteto Tiago Pimentel, juntamente com Barbosa e Sandra, está localizado em Portugal, no Vale do Côa. O edifício é praticamente parte da paisagem , uma forma monolítica feito com pedras e cor local.



Hotel de Gelo, existem vários espalhados pela região norte do planeta.
Hotel de Sal

Hotel no deserto de Uyuni, na Bolívia, tem paredes e móveis feitos de sal.


 Design:
Zanine Caldas

Zanine Caldas

A série Easy Edges de Frank Gehry  foi desenhada e produzida em 1972. São 14 móveis de papelão ondulado, notáveis tanto pelo desenho curvo como pelo material utilizado.

A designer e artista plástica Jacqueline Terpins possui uma linha de objetos em cristal soprado e mobiliário em vidro plano laminado.

O mobiliário acima tem relação com a Arquitetura Vernacular por se tratar de um único material, que dispõe de muita criatividade e ousadia do Designer.  


0 comentários:

Postar um comentário

Instagram